Como lidar com os desafios das relações humanas no ambiente de trabalho

Quando se fala de ambiente corporativo, nós falamos das nossas áreas de execução nas quais nos somos especialistas naquilo que fazemos e também do trabalho do outro, onde existe uma interdependência do conhecimento e do desenvolvimento do trabalho do outro para a conclusão no nosso trabalho, e vice-versa - as outras pessoas também dependem de nós. O nosso grande desafio é nos tornarmos uma pessoa agradável e produtiva nesse ambiente de trabalho

Então, o que é o ambiente de trabalho?

Pessoas diferentes com atitudes diferentes e formas diferentes de se comunicarem e assim como você, elas também são especialistas naquilo que fazem - e como lidar com essas diferenças uma vez que existe uma interdependência do desenvolvimento do trabalho do outro para a conclusão do nosso. Nas empresas, a interação humana ocorre em 02 níveis:

1 – O NÍVEL DA TAREFA – É A EXECUCAO DAS ATIVIDADES

Neste nível é importante identificar e entender o real motivo de estar no trabalho que estou, qual a importância da execução do seu trabalho para a organização, qual o impacto que você como profissional traz e o quanto este impacto pode influenciar positivamente nos resultados da organização.

2 – NÍVEL SÓCIO-EMOCIONAL – REFERE-SE AS SENSAÇÕES, AOS SENTIMENTOS GERADOS PELA CONVIVÊNCIA

Neste nível, é importante avaliar como está a harmonia consigo mesmo, a autoaceitação e valorização. O bem-estar físico e mental, proporcionam um equilíbrio na relação com o outro. Muitas vezes, as dificuldades que surgem na relação eu-outro são causadas pelo não equilíbrio da relação eu-eu. Portanto, é fundamental o equilíbrio eu-eu, para que se possa estar bem com os outros.

Para tanto, pra que eu possa conviver em harmonia dentro deste ambiente é importante estarmos atentos a algumas atitudes fundamentais para que possamos ter uma conduta mais assertiva.

De acordo com Martins (2005, p. 21), algumas atitudes são:

Autoestima: é o que você pensa sobre si mesmo. A qualidade da autoestima depende da aceitação, da confiança e do respeito que você tem por si mesmo.

Determinação: é o que faz você não desistir perante os obstáculos, ter foco e clareza sobre onde quer chegar.

Empatia: é a capacidade de se colocar no lugar do outro. Somente as pessoas maduras conseguem estabelecer a empatia.

Adaptabilidade: é adequar seu estilo de comunicação, seja sua interlocutora uma criança, um idoso, com nível cultural alto ou baixo.

Autocontrole: usar a racionalidade para gerenciar as emoções, não perdendo o controle das situações.

Tolerância a frustração: aceitar a diversidade humana, não ouvimos só “sim”, mas também “não”.

Sociabilidade: é se preocupar com o bem-estar do outro e com o seu próprio. É tratar as pessoas com naturalidade, sem idéias preconcebidas.

Ainda não há comentários.

Deixe um comentário comentário